domingo, 20 de março de 2011

Clarice e eu

Há quem diga que é preciso proficiência e preparo psicológico para ler Clarice Lispector. No caso de uma pesquisa acadêmica ou análise literária de suas obras pode ser, no entanto, eu como mera e simples leitora penso que Clarice não é para ler e entender e sim pra ler e sentir a sensibilidade da autora já que ela, em seus textos, ficcionalizava seu universo interior, seus questinamentos existenciais, suas angústias...Era como se quisesse passar a limpo sua vida. Clarice soube expor e desnudar tão profundamente sua alma como nenhum outro escritor(a) atreveu fazê-lo. Sim, Clarice coloca a alma pra fora e vomita verdades em seus textos.

Duas coisas me prendem à leitura e me fazem gostar ou não de determinado escritor. Primeiro é quando consigo visualizar a cena descrita no texto (geralmente em romances) e segundo, quando me sinto um pouco personagem do mesmo. Isso me acontece sempre que leio algum conto e os fragmentos de Clarice. E é por isso que gosto, adoro ler Clarice Lispector . :)

Nenhum comentário:

Postar um comentário