terça-feira, 8 de março de 2011

Moço, cuidado com ela...Elisa Lucinda

Moço, cuidado com ela!
Há que se ter cautela com esta gente que menstrua...
Imagine uma cachoeira às avessas:
cada ato que faz, o corpo confessa.
Cuidado, moço
às vezes parece erva, parece hera
cuidado com essa gente que gera
essa gente que se metamorfoseia metade legível, metade sereia.
Barriga cresce, explode humanidades e ainda volta pro lugar que é o mesmo lugar mas é outro lugar, aí é que está: cada palavra dita, antes de dizer, homem, reflita...
(Elisa Lucinda)



É, de fato, muitas vezes temos que ser não só a Mulher Maravilha mas uma Super Mulher Maravilha para aguentarmos o tranco do dia-a-dia. Não que eu goste de, às vezes, ter que me transformar em uma heroína mas ainda assim acho que vale a pena. Como disse anteriormente, eu gosto de ser ser mulher. :)

Nenhum comentário:

Postar um comentário