sábado, 8 de março de 2014

Dia Internacional da Mulher


  • Não sei por que algumas mulheres não gostam de ser homenageadas no Dia da Mulher. Será algum tipo de recalque? Ou não querem dividir o dia com muitas delas? Falta de interesse, talvez, mas informação não falta. Essa de que é pura falsidade não engulo. Não consigo entender, juro que não. Claro que o dia de hoje não é motivo para soltar fogos e nem ficar dando pulinhos feito uma doida varrida... Mas, afinal, qual mulher não gosta de um mimo, de um carinho, de um abraço e de ser lembrada por um motivo qualquer? E outra: a ideia nem é esta e sim a de refletir, de rever nossa história, nossas conquistas, nossas batalhas por uma igualdade de direitos trabalhistas, e aí está a resposta para o fato de o dia do homem passar meio despercebido e o da mulher não. Ora, mas a batalha, a difícil e dura batalha de ir à luta pela igualdade de direitos é nossa, e não deles. Pelo contrário, tais direitos e privilégios, no ramo profissional, foram sempre deles. Coisa mais chata ouvir e ler: "ai, mas o dia da mulher é todo dia"; "hummm mas isso é pura demagogia"; "nossa, isso só serve para diminuir a mulher perante essa sociedade machista que nos vê apenas como simbolo sexual". Claro, é justamente isso que precisa acabar - porém, só acabará se houver reivindicações e ATITUDES. Se a mulher se deixar levar por esse tipo de posicionamento machista, continuar achando lindo ser apenas um símbolo sexual, sendo a serventia da casa, aí sim, o machismo vai continuar imperando e vamos continuar ouvindo frases ridículas, como a pérola que o Romário soltou no Dia das Mulheres de 2012: "feliz calcinhas". Mas isso por quê? Porque muitas adoram tipinhos assim e batalham, mas sempre pelo lado mais fácil possível de viver, estando sempre atrás de um encosto. Essas sim, de fato, não merecem celebração nenhuma. Merecem ser lembradas apenas aquelas que arregaçam as mangas, que vão pra lida com fervor, vão defender o pão de cada dia com justiça, dignidade e respeito. Devem ser lembradas aquelas que entram na briga, de peito aberto, por uma sociedade mais justa para nós mulheres e para toda a humanidade. Informação é o que não falta. Pode até faltar o que comer, mas um Pc, um rádio ou uma TV, a maioria tem em casa. Penso que é para isso que vale o Dia da Mulher, para que não fique esquecido no tempo o que começou lá atrás, em 1857, com tanta bravura. Não vejo necessidade de presentinhos, flores, bombons. Mas também não vejo a necessidade de tantas críticas. O que vale é abraçar a causa e ponto. Quero deixar bem claro que não escrevi esse texto me referindo a uma, duas, ou três mulheres especificamente, mas sim a todas as que só criticam e não fazem nada para que a sociedade melhore, para aquelas que ficam paradas vendo a banda passar. E, para as que pensam como eu, UM FELIZ DIA DA MULHER!!! :)
  • segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

    Filosofar é pensar contra si mesmo - Sartre

    Depois de muito, muito tempo volto aqui no meu cantinho. Me sentindo bem com isso mas toda atrapalhada pois já me esqueci como postar. :)
    O post a seguir eu montei para ser colocado no Facebook  mas depois de bem pensado resolvi trazê-lo pra cá; mais pessoal.

  • Filosofar é pensar contra si mesmo.
    Sartre.

    Não sou muito de filosofar, ficar pensando na vida, no que passou ou no que há de vir, de ficar buscando explicações e respostas pra tudo. Mas quando li a frase acima me veio à cabeça que, às vezes, espontaneamente solto frases que tem tudo a ver com o que Sartre disse. Meu modo de filosofar, então, certamente é ir contra o meu jeito de ser; gostaria de ser uma pessoa mais alegre, mais expansiva, menos sensível, enfim, mais animada pra vida; isso não quer dizer que eu seja triste, gosto de dar risadas também. :) Dias atrás, num dado momento,  ouvi de alguém aqui em casa:- nossa vc é brava até com vc mesma! Respondi:- fico brava mesmo pois não gosto de ser assim e não me enche o saco senão sobra pra você também! rs...Nesse diálogo dá pra ver que realmente não sou de refletir e sim de soltar o verbo mesmo kkkkk...mas só em casa e quando necessário, fora sou uma bobona.